BRASIL CRIOU 159,5 MIL EMPREGOS COM CARTEIRA ASSINADA EM OUTUBRO

Publicado em: 30 de novembro de 2022

O Brasil criou 159,5 mil empregos com carteira assinada em outubro de 2022. Este é o 10º mês consecutivo em que o país tem saldo positivo, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

Ao todo, foram abertos 2,3 milhões de postos de trabalho de janeiro a outubro. Os dados foram divulgados nesta 3ª feira (29.nov.2022) pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Eis a íntegra do relatório (685 KB).

Houve queda de 18% na comparação com o mesmo período em 2021, quando foram criados 2,8 milhões de empregos.

O Brasil agora tem 42,9 milhões de pessoas trabalhando formalmente nos setores público e privado. Representa alta de 0,37% em relação ao estoque do mês anterior.

O ministro José Carlos Oliveira (Trabalho) citou que 26 unidades da Federação tiveram resultado positivo no mês. A região Sudeste, que tem a maior população, apresentou o melhor número.

Oliveira disse que a economia está no caminho certo e agradeceu aos empresários que investem no mercado brasileiro: “Quem gera emprego, são os empreendedores que acreditam no Brasil”.

TRANSIÇÃO
O subsecretário de Estudos e Estatísticas do Trabalho, Felipe Pateo, afirmou que a equipe do Ministério do Trabalho e Emprego mantém conversas com o governo de transição. “O que eu posso falar é que a gente teve uma reunião muito boa na semana passada com o pessoal da transição, que está ocorrendo de forma republicana”, disse.

SALÁRIO MÉDIO
Segundo o ministério, o salário médio de admissão foi de R$ 1.932,93 em outubro, valor 0,38% menor que o registrado em setembro. Houve uma queda real de R$ 7,28.

SETORES O setor de serviços teve o melhor desempenho e ajudou a impulsionar o resultado de outubro.

* Eis os resultados setoriais:
* serviços: 91.294 postos;
* comércio: 49.356 postos;
* indústria: 14.891 postos;
* construção: 5.348 postos;
* agricultura: -1.435 postos.

ESTADOS
Ao todo, 26 unidades da Federação registraram saldos positivos no mês. A exceção foi o Amapá.

Os maiores saldos foram em:
* São Paulo: 60.404 postos (0,46%);
* Rio Grande do Sul: 13.853 postos (0,52%);
* Paraná: 10.525 postos (0,36%).

REGIÕES
As 5 regiões também brasileiras apresentaram saldo positivo:

* Sudeste: 80.740 postos (0,37%);
* Nordeste: 32.223 postos (0,46%);
* Sul: 31.244 postos (0,39%);
* Centro-Oeste: 8.409 postos (0,22%);
* Norte: 7.266 postos (0,35%).

Fonte: Poder 360